CURSO para PROFESSORES - 2ª IGREJA PRESBITERIANA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO














Curso dado as professoras na acolhedora 2ª Igreja Presbiteriana - SJRP

Obrigada ao Pr Waterson, a coordenadora Vilma pela confiança e as professoras pelo carinho.  ❤️

AS ARANHAS DA ARCA DE NOÉ





Com rimas e muita imaginação, este livro apresenta a história bem-humorada de três aranhas espertíssimas que embarcaram na arca. Para a senhora Noé, aquelas criaturas de oito patas não passavam de bichos horripilantes que viviam escondidos e faziam uma bagunça enorme com suas teias. Ela estava determinada a se livrar deles até que... As Aranhas na Arca de Noé mistura humor e suspense para ensinar ao público infantil sobre a importância desses bichinhos peludos no ecossistema. As crianças vão se divertir com esta história descontraída e engraçada, aprendendo a valorizar todos os animais criados por Deus.

Editora: Vida 

Na contação, eu de mulher de Noé com lenço na cabeça e minha vassoura de EVA, e meu marido de Noé. 

Usei esse cenário. Distribui para as crianças os animais, e ia chamando um a um, e eles iam colocando na arca. 
Essa vassoura, eu fiz com o cabo de vassoura e a própria de EVA. 

Detalhes da arca, clique aqui.




Detalhes: aranhas de plástica, comprei pronta. Teia de aranha, comprei assim, de nylon.

Comprei esse tipo de teia de aranha de nylon.



Usei essa tiara de aranha, na hora da contação. Mas vocês podem fazer a de vocês.


HORA DA ATIVIDADE E LEMBRANCINHA:

Eu fiz essa tiara com papel. Para as crianças colocarem na cabeça. Apenas com cartolina colorida.


Fonte: 
Usando apenas prato de bolo de papel, barbante e haste de metal flexível (limpador de charuto). 



Fonte: BuggyandBuddy.com

Palitos de sorvete, lã colorida e aranhas de plásticos.


 Aulas, lembrancinhas e ideia sobre a Arca de Noé clique aqui.


CONTAÇÃO DE HISTÓRIA - COLÉGIO BATISTA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO/SP

















Um dia abençoado de contação de história, no lindo Colégio Batista de São José do Rio Preto.
Quero agradecer a oportunidade dada a mim e ao meu marido, pela coordenadora Cristina Ortolan Rodrigues e a professora Gerusa Marques.





PÁSCOA 2018



Tudo sobre a Páscoa! Aulas, ideias, lembrancinhas, clique aqui.

MARTINHO LUTERO/REFORMA PROTESTANTE- LIVROS para CRIANÇAS







A história dos reformadores para crianças Martinho Lutero - Editora Letras. Autora: Julia McNair Wright.  Detalhe: Ele não tem figuras dentro, por isso seria indicado para crianças maiores. Tem ele em e-book, você pode comprar e ler pelo computador ou mesmo pelo celular.

Lutero em HQ - Editora 100% cristão. Ela é feita em quadrinhos. Assim facilita para as crianças entenderem sobre a Reforma Protestante.


Tudo sobre a Reforma Protestante, clique aqui.  






A REFORMA PROTESTANTE PARA CRIANÇAS - vídeo





Um vídeo lindo para crianças sobre Martinho Lutero e a Reforma Protestante. Verdadeiramente feito elas. Não deixe de assistir.

Tudo sobre a Reforma Protestante, clique aqui.  


NÃO AO HALLOWEEN - 2017




Há 7 anos, tenho falado incansavelmente contra o Halloween, e a favor de comemorarmos a Reforma Protestante no dia 31 de outubro. Não devemos comemorar apenas esse ano que a Reforma comemora 500 anos e esquecer nos outros anos. 
PROTEJA nossa crianças desse mal. Halloween não é brincadeira! 
O que é Halloween, como apresentar as crianças, o que é a Reforma Protestante,TUDO que você precisa está no blog, clique aqui. 






PIPOCA, O PEIXINHO ENCRENQUEIRO





Eu usei balões(bexigas) para contar a história. Uma maneira diferente para chamar atenção das crianças. 





Era uma vez um peixinho que se chamava Pipoca. Ele tinha esse nome porque aonde ele ia estourava uma confusão. Sabe por que? Ele era muito fofoqueiro. Vivia inventando umas “mentirinhas” a respeito dos outros peixinhos.No recife, onde ele e os outros peixinhos moravam, era um lugar muito bonito. A água era tão limpinha que lá de baixo dava pra ver o céu. Tinha muitos corais, plantinhas e muita comida pra alimentar todos os peixinhos. Era o local preferido da maioria dos peixes.Pipoca não gostava, ele ficava com raiva e vivia reclamando:- Esse lugar está muito cheio. Não dá nem para nadar. Porque todo mundo tem que vir pra cá?

Splash, um peixinho que passava na hora, ouviu Pipoca reclamar e disse:- Pipoca, aqui é seguro, não tem pescadores, tem muita comida pra todos, não tem poluição, por isso a maioria dos peixes vive aqui.Pipoca respondeu:- Ah não dá, ta muito cheio, procurem outro lugar.- Não Pipoca, como diz o ditado – “os incomodados que se retirem”, o mar é nosso também. Procure você outro lugar para morar.Pipoca ficou vermelho de raiva, ele pensou:…È assim né, procurar outro lugar. Eu cheguei aqui primeiro, então esse lugar é meu! Já sei o que vou fazer para esvaziar o recife. Vou inventar umas mentirinhas e logo todos os peixes vão se zangar uns com os outros e vão embora.

E assim ele começou…Procurou o caranguejo e disse:- Sabe caranguejo, estou muito triste.- Por que, disse o caranguejo.- O baiacu falou que você é muito feio, tem uns bigodes enormes e parece uma pimenta, de tão vermelho.- O caranguejo ficou muito irritado e foi tirar satisfação com o baiacu.

- Pipoca foi correndo até o baiacu para provocá-lo também.- Sabe Baiacu, estou muito, muito triste.- Por que Pipoca. O que está acontecendo?- É o caranguejo.- O que houve com o caranguejo, ele é meu amigo.- Amigo?! Se aquilo é amigo, você não precisa de inimigo.- Por que está dizendo isso Pipoca?- Sabe como é, eu não gosto de fofoca, mas não aguento ver uma injustiça.- Diga logo, Pipoca.- É que o caranguejo disse que você é espinhudo e quando infla, fica parecendo uma baleia de tão gordo.- Ah é! Mas o caranguejo parecia tão meu amigo, falando umas coisas dessas a meu respeito? Vou tirar satisfação com ele.E foi…

Pipoca ficou rindo… Estou conseguindo.Quando o caranguejo e o Baiacu se encontraram foi a maior confusão!Eles discutiram muito, pois já estavam zangados, e um não deixava o outro falar. Foi a maior briga.Pipoca ficava de longe, só rindo da confusão.E assim foi… Pipoca foi inventando mentiras sobre os peixinhos do lugar e ia soltando seu veneno. Os peixes, ingênuos, acreditavam em sua estória, acabavam brigando uns com os outros, brigavam e iam embora para outro lugar.

A confusão foi tão grande que o lugar foi ficando vazio, vazio. Splash tomou um susto, ele estava viajando por outras águas, quando voltou ao recife, ele estava vazio, só Pipoca estava lá.Ele pensou… o que está acontecendo este lugar é tão movimentado, tão alegre, cheio de vida, está tão triste. Aí ele viu Pipoca nadando, nadando, todo alegre.- Pipoca, onde estão os outros peixes? O que aconteceu? Os pescadores descobriram o nosso refúgio?- Ah, não sei não, os peixes resolveram se mudar pra outro lugar.- Por que? Disse Splash.- Ah não sei! Eles arrumaram uma confusão, brigaram e cada um foi prá um lado.- Porque só você ficou aqui Pipoca?- Ora, aqui é a minha casa, meu lugar, é aqui que eu devo ficar.- Por que os peixes brigaram, eram tão unidos, tão amigos?- Umas fofocas que inventaram por aí, e eles acreditaram.- Fofocas, que fofocas, quem inventou isso? E a seu respeito, ninguém disse nada?Splash, começou a desconfiar de Pipoca.- A meu respeito, bem, é, quer dizer, hum, eu não sou bobo, não acredito em qualquer coisa.- Ah é! E sobre aquela estória que você andava reclamando que o recife estava muito cheio?- Splash, que era um peixinho muito inteligente, começou a apertar Pipoca com tantas perguntas, ele sabia que tinha alguma coisa errada.- Pipoca, que tinha a língua solta, não agüentou e disse:- Ta bom, eu confesso fui eu que inventei as fofocas. Mas não me arrependo, o recife ficou do jeito que eu queria, bem vazio e sossegado.- Splash, responde:- Ah é, então fique com o recife todo prá você, porque eu também vou para outro lugar, vou procurar os meus amigos, fique aí sozinho, do jeito que você queria.

- Vai mesmo, eu não preciso de ninguém, posso viver aqui sozinho, vai mesmo, tchau!Só que Pipoca achou que poderia viver sozinho. Sem ninguém para brincar, estudar, conversar. Passava todos os dias ali sozinho, nadando de um lado para o outro. Sem nada para fazer.- Que coisa chata, eu não tenho ninguém para brincar, não tenho ninguém para conversar, eu estou me sentindo tão sozinho. Buá….Buá…E começou a chorar, ele chorava tão alto que os outros peixinhos ficaram com muita pena dele. Apesar do que Pipoca tinha feito, eles mesmo assim o amavam e resolveram ver o que estava acontecendo.

- Splash, que era tipo um líder, perguntou:- O que está acontecendo com você Pipoca, por que está chorando?- Eu me sinto tão só , eu não sabia que era tão ruim ficar sozinho, sem ninguém para brincar, conversar.- Ah então você não queria o recife todo para você?- Eu não quero mais, o recife não é só meu, eu quero os meus amigos de volta.- Então, peça desculpas a todos e diga que foi você que inventou todas aquelas mentiras.E assim foi, Pipoca pediu perdão a todos e disse que nunca mais faria aquilo, ele tinha aprendido a lição. Ninguém pode viver sozinho. Todos nós precisamos de alguém. Precisamos da mamãe, do papai, dos irmãos, do coleguinha, precisamos os irmãos da nossa igreja. E principalmente precisamos de JESUS CRISTO. Pois sem ele é muito difícil viver.“Oh quão bom e quão maravilhoso é viverem unidos os irmãos”! (Salmo 133:1)
Outros versículos poderão ser usados nesta história, conforme a necessidade e assunto de cada um.


No site do Sementinhas Kids, tem visuais.


História:   Lizia Maura Carvalho
Ilustração: Pra. Gabriela Pache de Fiúza
História retirada do site: Sementinhas kids






Para que a história ganhasse vida, nos fomos com chapéus de balões, além de toda história ser contada com balões.

Fiz um mar de balões azuis, presos com nós no barbante e amarrei na cintura, esse era o mar.



O caranguejo meu marido fez como está neste vídeo do youtube, no canal do aprendi.net, clique aqui.




Os peixes mudamos as cores, mas todos foram feitos assim, como mostra esse vídeo no youtube do canal Amo Festas, clique aqui.



Os chapéus de balões foi feito como está neste vídeo, vídeo do youtube, no canal do, aprendi.net, clique aqui.

HORA DA ATIVIDADE E LEMBRANCINHA:


Fizemos com as crianças esses balões, assim revisamos a histórias, enquanto fazíamos com elas.



Para fazer com prato de bolo e cartolina ou EVA. Detalhes, clique aqui.

Apenas papel e pronto, seu lindo peixe está feito.


Mais ideias de peixes, clique aqui.

Mais ideias com balões, clique aqui.

Mais histórias evangelísticas, clique aqui.




JOÃO DENTINHO 2 - APEC - história evangelística





João Dentinho -  APEC




É uma história evangelística, fala sobre o pecado e faz uma comparação dos dentes e de nossa vida, o que nos alimentamos, as coisas boas e ruins. Por exemplo, o doce estraga o dente, assim como o pecado estraga nossas vidas. 



Usei uma caixa grande para fazer meu João Dentinho,fiz uma boca grande nele, cortei o papelão e depois encapei com EVA laranja. Os dentes, o cabelo, a boca, tudo com EVA. Os olhos fiz com metade de uma bola de isopor, e colei EVA para fazer os detalhes. O nariz também é metade de uma bola de isopor encapada de EVA. Usei cola quente para colar. A escova fiz toda de EVA.
Fiz todos os doces e legumes de EVA. Na minha roupa fiz bombons de isopor e encapei com papel celofane colorido de EVA, como mostra foto acima.

Você vai contando a história e colocando as frutas dentro da boca dele. Depois na hora dos doces, você também vai colocando. Por isso fiz a boca dele aberta. 







Uma outra maneira de contar essa história é com esse visual. 

Mais detalhes, clique aqui.


HORA DA ATIVIDADE E LEMBRANCINHA:









Modelos lindos do site krokotak.

Acho interessante fazer de atividade e lembrancinha algo que faz bem comer, como frutas.


Mais modelos de frutas, clique aqui.


Mais ideias para essa história, clique aqui.



 
Pin It button on image hover